Porque você não deve plagiar conteúdo.

Depois de criar conteúdo para dezenas de sites, blogs e portais eu estou bastante seguro de que copiar conteúdo de outros sites para digamos facilitar o nosso trabalho não vale o esforço.
Criar conteúdo é na maioria das vezes um trabalho que exige bastante esforço mental e que é preciso muita pesquisa, análise e isso gasta tempo e energia.
Por não ser fácil e exigir trabalho muitas pessoas preferem pegar o trabalho já feito por outro profissional e simplesmente roubar sua propriedade intelectual. Isso pode parecer bom já que é fácil de fazer e não precisa de nenhum esforço.
Mas será que vale a pena copiar e colar um conteúdo já pronto e tentar ganhar algo com isso?
Pela minha experiência eu digo que não. E listarei os motivos abaixo:

 

O Artigo precisa de um toque pessoal.

Apesar de ter centenas de artigos feitos exatamente como o mesmo título que o seu. E como você pode se sair bem escrevendo algo que já foi escrito centenas de vezes.
Nossa audiência é única exatamente porque adicionamos o nosso toque pessoal nos artigos. O nosso modo de pensar, a fluidez do raciocínio, o modo que colocamos as palavras e também a qualidade da escrita. Tudo isso faz de nosso artigo um artigo único e da vida a nossa marca. E é exatamente por isso que o nosso público é fiel e está sempre a procura de novos artigos em nosso site. Apesar de ele já ter lido outros artigos do tema ele vai saber exatamente qual é o autor que tem linha de raciocínio parecido com a dele.

As pessoas procuram uma opinião sincera.
Ao buscar formar uma opinião, buscar informações de produtos ou verificar opinião de compradores, os leitores procuram alguém que não apenas dê uma informação, eles querem também ver sinceridade nas palavras escritas. E pra saber se uma informação é sincera ou não é bem fácil de checar. E na maioria das vezes fica bem evidente se esse artigo for plagiado ou não.

 

O Google não tolera.

Talvez no início da popularização dos blogs era comum as pessoas copiar conteúdos. Mas o alto nível de Spam na internet fez o Google tomar algumas atitudes que banem sites que plagiam material de outros sites.
E isso é um incentivo e tanto em termos de SEO para que você tenha o máximo de cuidado com isso. Eles sabem exatamente quem criou o conteúdo primeiro e todas as outras cópias vão sendo banidas.

 

Você não lucra.

Com o conteúdo prejudicado nas Serps é muito mais difícil se ter um Lucro com ele.

O cuidado com os spinadores
Ferramentas automáticas de spinners promete criar centenas ou milhares de cópias únicas de um mesmo artigo.

É possível?
Sim, é possível. Porém dificilmente no meio dessa centena de cópias você encontrará algo útil que valha a pena ser utilizado. O máximo que você vai conseguir espinando artigos é um monte de lixo sem nexo que ninguém vai entender a mensagem.

 

Você como criador, autor pode ficar preocupado com cópias?

Em parte sim, porque o Google vê como dono original num primeiro momento o autor que teve o artigo indexado primeiro, então a primeira coisa depois que publicou um conteúdo é enviar pra indexação no Search Console. Se você posteriormente ver uma cópia de seu conteúdo pode denunciar ao próprio Google pra que ele possa banir o site das Serps.
Se o site em questão for monetizado pelo Adsense ainda pode ter á conta cancelada.

 

Como proteger seu conteúdo?

O simples fato de ter um plugin que desabilita a opção de copiar o conteúdo não tem nenhum efeito sobre o plagiador, sim ele dificulta os amadores. E pode sim num primeiro momento ter o efeito pretendido.
Nos mais profissionais entretanto isso não tem a menor validade.
Uma das maneiras de realmente proteger seu conteúdo é dando seu toque pessoal, dando sua opinião e ponto de vista, fazer o sua parte no SEO, e ainda usar uma escrita menos formal de modo que inviabiliza qualquer ação de ferramentas de spinner.

 

No caso de notícias

Se o site for de noticiários não tem como fugir, até porque as notícias são e devem ser contadas exatamente como elas aconteceram e isso resulta em centenas de sites com a mesma notícia que a sua. Principalmente se o site publicar com as agências de notícias. Nesses casos sempre que possível evite que aconteça cópias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *